A velha em mim- foto alta

(Conto tardio de aniversário soprado nos confins de junho/2014 …)

Desde que nasci, uma velha me habita. No começo, era a velha bruxa. Depois, com menos medo (meu) e mais confiança (dela), conforme nos deixamos espiar, cheguei a pensar que a velha não passava de uma cafetina. Incomodada, resumi toda aquela pose de mulher segura em um misto  de arrogância e conformismo, coisa de quem tem “muito!” orgulho dos próprios calos, rugas e cicatrizes. Velha de guerra.

Em seguida, quando não ao mesmo tempo, descambou-se na velha louca. Desvairada, soprou-me a saída do labirinto, mas eu, excessivamente nua e crua, atropelei a velha, meti os pés pelas mãos e cai bem fundo no poço. Algo memorável. Sem saída no escuro do beco infinito, peguei impulso e alcancei meu primeiro cálice da retidão. Sabor amargo com notas doces no final – das gotas insolúveis de baunilha. Beberia tudo outra vez.

Sobretudo, tatear o fundo do poço infinito me serviu para ver a velha mais de perto, à luz de velas. Assombrada, lembrei que nadar, eu sabia. Só não me afoguei porque não era o caso. A dor da queda foi a própria curandeira. Emergi nas águas mornas da empatia.

Hoje a velha e eu andamos bem lado a lado – isso quando não me esqueço e tento apressá-la (a velha sempre se safa e quem tropeça sou eu). Entre trancos e barrancos cada vez mais suaves, estamos a caminho. Fato é que com a velha, sempre dancei mais inteira. Em compasso com ela, acesso a força que vem dos ossos. Nesse meu solo fértil – cultivado a teimosas lupas e lunetas, vez ou outra banhado a lava vulcânica – já andamos descalças, quase brincamos.

Quanto mais arado o meu terreno, mais vejo a velha investir toda a sua oca. Amarrou meus fios em seu longo tear ancestral, trançou meus pretos nos brancos e convocou-me a tricotar com ela. “Confie, minha filha: confiar se faz confiando.” Hoje, menos apressada, com a nudez e a crueza mais voltadas para dentro, quanto mais aniversários, mais deixo a velha falar por mim.

Paula Diniz

 

Foto: Google Imagens

Siga-nos no Facebook!